logo2

História

CCAM do Vale do Dão e Alto Vouga

A Caixa de Credito Agrícola Mútuo do Vale do Dão e Alto Vouga, c.r.l. inicialmente designada por Caixa de Credito Agrícola Mútuo de Mangualde, foi constituída por escritura de 24 de março de 1979, no seguimento do movimento de implantação do crédito agrícola na região. É uma Instituição de Crédito de base cooperativa, moderna, enraizada nas comunidades locais, disfruta de uma invejável solidez financeira, bem como da confiança dos seus associados e clientes, com os quais mantém uma relação de proximidade.

Iniciou a sua atividade em janeiro de 1980, nas instalações da Casa do Povo de Mangualde, por amável deferência da Direção daquela Instituição e o apoio financeiro de alguns associados.

Mais tarde mudou-se para instalações alugadas na Av. dos Combatentes da Grande Guerra e só em 1990, depois de ultrapassadas algumas burocracias impostas pelas autoridades de supervisão, adquiriu e adaptou um edifício do séc. XVIII situado na Avenida da Liberdade em Mangualde, pertencente à família Paes do Amaral, no qual se veio a instalar em 1992 e que é a sua atual sede.

Em agosto de 2001 e somente com capitais próprios, concretizou a fusão com a 
ex-Caixa Agrícola de Penalva do Castelo (fundada a 4 de novembro de 1978),  altura em que alterou a designação para Caixa de Credito Agrícola Mútuo do Vale do Dão.

Em 23 de novembro de 2009, efetuou a fusão com a ex-Caixa de Crédito Agrícola de Sátão e Vila Nova de Paiva, esta resultante das ex-Caixas de Sátão (fundada em 7de abril de 1983) e Vila Nova de Paiva (fundada em 29 de maio 1980), dando origem à atual Caixa de Credito Agrícola Mútuo do Vale do Dão e Alto Vouga.

Caixa do Vale do Dão e Alto Vouga tem uma área social que abrange os concelhos de Mangualde; Penalva do Castelo; Sátão e Vila Nova de Paiva com um índice de população residente de 47.000 habitantes.

Ao longo da sua existência a Caixa Agrícola passou de um simples Banco Rural para um Banco Universal, disponibilizando hoje um serviço de Banco Nacional com pronúncia local.

Atualmente a Instituição tem 27 trabalhadores (grande parte com formação superior), 4 agências, estando a sua Sede em Mangualde e todas as restantes agências (Penalva do Castelo, Sátão e Vila Nova de Paiva) instaladas em edifícios próprios do Credito Agrícola.

Na área social da Caixa, predomina a agricultura de minifúndio, com explorações de pequena dimensão. É predominante o setor vinícola (região do Dão onde se produzem vinhos de elevadíssima qualidade), frutícola (com destaque para a maçã “Bravo de Esmolfe” oriunda de uma aldeia do concelho de Penalva do Castelo, “ESMOLFE”, que lhe dá o nome), ovinocultura (da qual resulta o tão apreciado queijo “serra da estrela”), olivicultura e floresta. O setor tem sobrevivido e vai-se aguentando embora cada vez mais se note a desertificação e falta de mão-de-obra especializada. 

Missão – Satisfação dos Clientes pela qualidade dos serviços, simpatia, eficiência de resposta às suas solicitações, têm sido as armas principais – banca de proximidade.

Oferecer as melhores soluções para as expectativas e necessidades dos seus clientes, apresentando uma ampla oferta de produtos e serviços para todos os segmentos, adaptados às realidades locais e ao mercado em geral.

A forma transparente como os colaboradores lidam com os seus clientes faz também com que o índice de insatisfação com os serviços seja atualmente residual para não dizermos que é nula.

No quadro dos seus compromissos, destaca-se simultaneamente a missão de contribuir em diversos níveis – económico, social, cultural e desportivo – para o progresso das comunidades locais em que é instituição de referência.

Valores - É uma instituição que valoriza o relacionamento com os seus clientes e associados, orientada para a participação no desenvolvimento socioeconómico de todo o País, suportada pela atuação a nível da sua área de ação, num equilíbrio entre a captação de poupanças e a concessão de crédito às famílias e empresas, e no apoio às instituições sem fins lucrativos.

Objetivos“Crescer com solidez financeira, desenvolver o negócio e ganhar mais quota de mercado” continuará a ser a referência principal desta Instituição nos próximos anos, reforçando e solidificando a sua solidez, segurança e confiança.

Em parceira com os Municípios e outras forças vivas da região está empenhada em reforçar as suas bases de desenvolvimento local, apoiando em permanência a fixação das populações no desenvolvimento dos concelhos e da região onde está inserida (região do Dão).

O anseio de ser cada vez mais ser um Banco de referência na região onde se insere.

Daí posicionar-se como UM BANCO NACIONAL COM PRONUNCIA LOCAL. 

Join bet365 Poker nad play.

Simuladores

Faça aqui a sua simulação e saiba quais as vantagens.

dropdown simul habitOn

dropdown simul pessoalOn

Abertura de Conta

Abra a sua conta CA ico camap